COLABORE COM O PEQUENO COTOLENGO

Foco na saúde:

6/3/2019
Últimas

Pequeno Cotolengo aumenta o número de especialidades médicas oferecidas aos assistidos

O Pequeno Cotolengo passou a contar com 17 especialidades na área da saúde para atender de forma completa os seus assistidos.

Na área médica, são oito profissionais atuando em diferentes áreas, sendo um Neurologista, um Psiquiatra, um Infectologista, um Geriatra, um Pneumologista, dois Clínicos Gerais e um Oftalmologista.

Os cuidados diários com os assistidos são comandados por uma equipe de 16 Enfermeiros que cumprem com diferentes papeis dentro da organização, que vão da aplicação da medicação, a orientação das equipes dos lares, a gerência da saúde e a oferta de treinamentos específicos para a saúde.

Para realizar o processo de habilitação e reabilitação dos assistidos, o Pequeno Cotolengo conta com uma equipe técnica multidisciplinar, que trabalha em suas especialidades, mas também em conjunto, em busca dos melhores resultados. São 13 Fisioterapeutas que atuam com fisioterapia de solo, equoterapia (com auxílio de cavalos), hidroterapia (dentro da piscina) e método PediaSuit, três Terapeutas Ocupacionais e quatro Psicólogas, que atuam também na Sala Multissensorial Snoezelen, uma Musicoterapeuta, duas Fonoáudiólogas, duas Nutricionistas e um Dentista.

Na área da Farmácia, a instituição possui um profissional que atua também dentro da farmácia clínica e na área do Serviço Social, são duas profissionais realizando os atendimentos aos assistidos e também a parte burocrática do trabalho.

“As especialidades fornecidas procuram englobar as necessidades diárias mais comuns aos assistidos, como neurologia, psiquiatria, clínica médica e pneumologia. Também são englobadas especialidades que contribuem para viabilização dos projetos mais recentes do Pequeno Cotolengo, como a geriatria para atendimentos dos idosos e a infectologia, essencial para o desenvolvimento das atividades de UCCI Santa Terezinha”, explica o médico Tiago Kuchnir Martins De Oliveira, Diretor Técnico do Pequeno Cotolengo.

O aumento do número de especialidades e de profissionais da área da saúde, foi uma necessidade realizada graças a projetos inscritos na Lei de Incentivo Fiscal do PRONAS - Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência, apoiados por diversas empresas amigas.

Posts Relacionados

Parceiros Mantenedores