COLABORE COM O PEQUENO COTOLENGO

Casa Mama Carolina

26/3/2018
Últimas

Oito moradoras do Pequeno Cotolengo ganharam, no mês de março, um novo lar. É a Casa Sênior Mama Carolina, uma Casa Lar construída especificamente para abrigar e atender as necessidades das moradoras da instituição que já chegaram à terceira idade.

O nome da nova casa “Mama Carolina” foi escolhido com muito carinho para homenagear a mãe de São Luis Orione, fundador do Pequeno Cotolengo, e trazer a sensação de um verdadeiro lar que vai proteger e oferecer conforto para as moradoras.

No evento de inauguração, que aconteceu junto da comemoração dos 53 anos da instituição, estiveram presentes alguns representantes das empresas apoiadoras do projeto, além das moradoras que irão mudar para a nova casa.

Os amigos do projeto

Graças ao apoio via Incentivo Fiscal ao projeto “Cuidar - O idoso e a deficiência múltipla, a vulnerabilidade na terceira idade”, inscrito no Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI) por meio da Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS) em 2015, foi possível a construção dessa casa adaptada. O projeto teve apoio via incentivo fiscal das empresas Banco Regional de Desenvolvimento do Extemo Sul – BRDE, Sysmex do Brasil, Instituto Joel Malucelli, Fertipar, Mili, Grupo Servopa e Consórcio Servopa, Mili, Itaú Unibanco, Grupo Boticário.

“É um orgulho muito grande estar participando dessa conquista, ainda mais quando se fala de Pequeno Cotolengo, que é uma instituição tão organizada, tão cheia de projetos que a gente vê o resultado, como por exemplo, esse projeto que nós apoiamos, que se preocupa com os idosos que é um público que pouca gente se preocupa e que vem crescendo do Brasil. É importante ver quando o projeto sai do papel e verificar que a instituição soube fazer um bom trabalho e utilizar o recurso recebido da melhor forma. Saímos com o coração mais feliz e tranquilo” defende Mariana Malucelli, Diretora Executiva do Instituto Joel Malucelli, uma das empresas que apoiaram o projeto via Incentivo Fiscal.

Ana Feldmann veio representando a empresa parceira Fertipar: “Eu fico muito feliz de poder participar e realmente ver que os recursos que a gente disponibiliza por meio do Incentivo Fiscal realmente é aplicado. Com essa casa lar, a qualidade e vida das idosas aqui do Pequeno Cotolengo vai melhorar muito, então é gratificante para Fertipar ver esse sonho ser construído desde início até essa conclusão”.

 Além do apoio via Incentivo Fiscal, o Pequeno Cotolengo também recebeu ajuda na hora de mobiliar e inaugurar o novo lar. A empresa MadeiraMadeira realizou a doação dos guarda-roupas, mesas, cadeiras e jogo de cozinha, a empresa Copy 3D confeccionou uma lembrança para os apoiadores e a Gelenski também doou um mimo todo especial aos apoiadores do projeto.

O Pequeno Cotolengo agradece a todos que possibilitaram essa conquista.

 

As donas da casa:

As moradoras que irão para a nova Casa Lar, são Aparecida, Sueli, Dalva, Norma, Nair, Rosalina, Lídia e Josefa. Todas com mais de 60 anos.

Das oito, cinco fazem parte das primeiras turmas de moradoras que vieram para o Pequeno Cotolengo, lá nos anos 70.

São quase 50 anos vivendo dentro do Pequeno Cotolengo, e recebendo todos os cuidados dentro da saúde, educação e qualidade de vida, que possibilitou que elas chegassem até a terceira idade. 

Esses cuidados passam pelo atendimento médico e terapias oferecidas, pela preocupação com a nutrição e higiene, e também pelo empenho dos terapeutas e professores em manter uma rotina ativa e estimulante para os moradores.

 

Novos planos:

Como a arrecadação do projeto excedeu o valor previsto, o Pequeno Cotolengo buscou junto ao CMDPI e a FAS a autorização para a construção de mais uma casa, geminada a essa, para acolher mais oito idosas.

A construção deve começar ainda neste ano.

Fotos da amiga Liza Strapasson

Posts Relacionados

Parceiros Mantenedores