COLABORE COM O PEQUENO COTOLENGO

Pessoas abandonadas em hospitais ganham novo lar

19/12/2018
Últimas

Pequeno Cotolengo inaugura unidade para acolher pacientes que não possuem vínculos familiares e que foram deixados em hospitais de Curitiba

Em parceria com a Prefeitura de Curitiba, o Pequeno Cotolengo inaugurou na sexta-feira, dia 14 de dezembro, uma Unidade de Cuidados Continuados Integrados, que recebeu o nome de UCCI Santa Terezinha.  

O ambiente oferece 25 leitos para pacientes que estão permanentemente dependentes e que foram abandonadas por suas famílias nos hospitais da cidade de Curitiba.

O projeto inédito no Brasil permite que esses leitos de SUS sejam liberados dentro dos hospitais, e oferece a esses pacientes cuidados permanentes para a garantia da sua qualidade de vida, como explica o Prefeito de Curiitba, Rafael Greca: “A inauguração da UCCI Santa Terezinha no Pequeno Cotolengo permite que os leitos de SUS dos hospitais de Curitiba não precisem mais guardar idosos abandonados, pessoas que as famílias deixaram pra sempre no leito do hospital. Passamos a ser a única cidade do Brasil que acolhe pessoas abandonadas com um cuidado prolongado até o final da sua vida. Bendita seja Curitiba que tem no Pequeno Cotolengo um endereço de tanta misericórdia”.

A Unidade fica onde antigamente funcionava o Lar Santa Terezinha, primeiro pavilhão a ser construído dentro do Pequeno Cotolengo em 1971. Nos últimos meses o ambiente foi inteiramente reformado com recursos destinados via Emendas Federais indicadas pelo Senador Roberto Requião e pelo Deputado Federal Evandro Romam.

Antes mesmo da inauguração, o Pequeno Cotolengo recebeu dois assistidos que estavam vivendo dentro do Hospital Zilda Arns sem nenhum vínculo familiar. O senhor Darci, de 85 anos que vivia há quatro meses no hospital e o senhor Valmir de 54 anos que estava há três anos vivendo em ambiente hospitalar.

Dentro da UCCI Santa Terezinha, esses pacientes receberão cuidados médicos, de enfermagem, fisioterapia, nutrição, psicologia e assistência social, por meio de ações integradas de forma a promover conforto e qualidade de vida de cada um deles.

Os pacientes serão também moradores do Pequeno Cotolengo, que preza pelo clima de uma verdadeira família.

Estiveram presentes na celebração autoridades, amigos da instituição e as primeiras voluntárias, funcionárias e moradoras, que receberam uma homenagem por serem pioneiras na história do Pequeno Cotolengo.

Arcebispo emérito de Curitiba recebe homenagem

Dom Pedro Fedalto, Arcebispo emérito de Curitiba, recebeu uma homenagem especial do Pequeno Cotolengo durante a celebração de inauguração da UCCI Santa Terezinha.

A ligação de Dom Pedro com a instituição começou graças a influência do então Arcebispo Dom Manuel da Silveira d'Elboux, quando a instalação do Pequeno Cotolengo em Curitiba era apenas um sonho dos padres orionitas. “Eu era padre em Curitiba, secretário de Dom Manuel, e ele estimava muito o Pequeno Cotolengo, sonhava em ver essa obra em Curitiba, foi por meio dele que eu conheci a instituição” explica.

Uma placa contando essa ligação foi colocada na nova Unidade para eternizar a presença e o amor de Dom Pedro Fedalto pela obra de São Luis Orione.

“O Pequeno Cotolengo nos mostra que nós devemos ajudar a quem mais precisa de nós. Admiro muito os padres orionitas e todos os benfeitores dessa obra que na minha opinião, é a maior obra de caridade do Paraná porque atende as pessoas que mais necessitam de tudo, carinho, atenção e respeito” explica Dom Pedro Fedalto.

Arte e Memória

Quatrocentas e cinquenta peças de cerâmica formam um painel artístico de 11 metros de comprimento e três metros de altura dentro do Pequeno Cotolengo, que foi inaugurado juntamente com a UCCI Santa Terezinha.

O estilo da pintura já é bem conhecido: São as pinceladas do artista Adoaldo Lenzi, braço direito de Poty Lazzarotto, que assinou ao lado do amigo as suas maiores e mais famosas obras espalhadas pelo Brasil e também pelo mundo.

A ideia da obra dentro do Pequeno Cotolengo foi uma iniciativa do artista que se colocou à disposição para criar voluntariamente um painel que contasse um pouco da origem, das atividades com os moradores e da fé que permeia toda a história da instituição.

Fotos: Liza Strapasson

Posts Relacionados

Parceiros Mantenedores