COLABORE COM O PEQUENO COTOLENGO

Profissionais da Alemanha são certificados pela IEL

December 2016
Últimas

Grupo de 33 estudantes de mestrado da Universidade de Steinbeis ficaram três semanas no Paraná e conheceram o mercado de negócios do Brasil

Profissionais da Alemanha, durante visita na Case New Holland, na CIC. (Foto: CNH)
Profissionais da Alemanha, durante visita na Case New Holland, na CIC..

Um grupo de 33 profissionais de grandes empresas da Alemanha, entre elas Bosch e Mercedes, estiveram no Paraná durante três semanas para estudar o mercado de negócios do Brasil, conhecer indústrias e a cultura brasileira. Eles fazem parte do programa de Mestrado em Gestão Internacional da Universidade de Steinbeis e vieram ao Brasil para obter também certificação na especialização profissional em Gestão e Planejamento Empresarial, do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) no Paraná. Os profissionais embarcaram para o país europeu na última sexta-feira (13).

Segundo o superintendente do IEL no Paraná, José Antonio Fares, a vinda dos alemães para o Brasil é resultado de parceria firmada em entre o IEL e a School of International Business and Entrepreneurship (SIBE) da Universidade de Steinbeis, da Alemanha. “O objetivo é promover a troca de experiências entre as duas instituições e a promoção de intercâmbios e parcerias entre profissionais e indústrias do Brasil e da Alemanha”, disse.

Nessas três semanas no Paraná, o grupo visitou a sede do Grupo Boticário, em São José dos Pinhais, a Case New Holland, no bairro CIC, em Curitiba e o Pequeno Cotolengo. Além das visitas, os profissionais tiveram aulas teóricas sobre a cultura brasileira, inovação e gestão de negócios. “Gostei da sustentabilidade das empresas no Paraná e como elas tratam os colaboradores”, destacou Anne Posthoff, uma das mestrandas. Os impostos e as dificuldades de se conseguir créditos para construir uma empresa no Brasil chamaram a atenção de Anne nas aulas. Apesar deste ponto negativo, ela revela que a cultura dos brasileiros é uma grande aliada para os negócios. “É uma cultura bem receptiva e de mente aberta”.

Para Lucija Tomsic, a estadia no Brasil mostrou que as empresas da Alemanha são bem estruturadas, mas que as brasileiras têm muito potencial para ser explorado. “Muitas iniciativas da Alemanha podem ser implementadas aqui para melhorar ainda mais os negócios. Durante as visitas, pudemos perceber o que funciona e o que não funciona no mercado brasileiro”, conta. A cultura também foi um dos diferencias dos brasileiros, segundo ela. “As pessoas são muito generosas e te ajudam no que for preciso. Quero levar esse jeito descontraído de viver do brasileiro para a Alemanha”, finalizou.

Sobre o IEL – O Instituto Euvaldo Lodi (IEL) integra o Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e promove, há mais de 45 anos, programas voltados à gestão de talentos com foco em estágios, trainees, educação executiva e desenvolvimento empresarial em todos os níveis e modalidades do setor industrial. O IEL é reconhecido nacionalmente pelo apoio às empresas na criação de ambientes favoráveis à inovação, prestando assessoria prática e inserindo profissionais com habilidades específicas para a atividade industrial. Saiba mais em www.ielpr.org.br

 fonte: http://www.agenciafiep.com.br/noticia/profissionais-da-alemanha-sao-certificados-pela-faculdade-da-industria-iel/

Posts Relacionados

Parceiros Mantenedores