COLABORE COM O PEQUENO COTOLENGO

Semana Orionita

25/5/2017
Eventos

O Pequeno Cotolengo e todos os religiosos e leigos orionitas comemoram no dia 16 de maio, 13 anos da canonização de São Luis Orione, santo fundador da instituição. Foi no ano de 2004 que o papa João Paulo II, na Basílica de São Pedro diante de milhares de fiéis, declarou como SANTO o Dom Orione.

Para marcar a data, a Escola Pequeno Cotolengo preparou uma semana cheia de atividades envolvendo colaboradores, voluntários e moradores no carisma de Orione. Foram momentos de oração, reflexão, leitura de mensagens do santo e muita alegria em conhecer um pouco mais sobre a vida e obra do santo fundador da instituição.

“É importante esse envolvimento, para que toda a equipe entenda que nós, que estamos aqui hoje devemos ter o compromisso de dar continuidade a tudo que Orione sonhou e criou. Agora a responsabilidade é nossa, de cuidar dos mais necessitados e daqueles que chamam por nós” explica o diretor do Pequeno Cotolengo, padre Renaldo Amuri Lopes.

O tema escolhido para a semana deste ano foi: A Família. A professora Sandra Beatriz Kudlawec Carloto está há 10 anos no Pequeno Cotolengo e foi na instituição que conheceu e se apaixonou pela história de Orione: “A gente se apaixona todos os dias pela obra de São Luis Orione. Tudo que ele viveu e todas as mensagens que ele nos deixou é uma verdadeira fonte da inspiração onde buscamos forças. Aqui vivemos diariamente a caridade na prática”.

Outro tema bastante trabalhado durante as atividades foi a coragem de São Luis Orione. “Ele era corajoso, nunca parava, mesmo depois de ouvir muitos ‘nãos’ ele seguia tentando até conseguir com a ajuda da Divina Providência. Por isso nosso lema é “Ave Maria e avante”, porque precisamos seguir em frente sem medo, como ele nos ensinou” explicam as professoras que organizaram a semana.

A professora Polyana Zandoná, também ajudou a organizar as atividades.  Ela trabalha no Pequeno Cotolengo há 17 anos, mas mesmo antes de entrar na instituição já conhecia e admirava a história de Orione, assim como toda sua família. “Defino meu sentimento em trabalhar em uma obra orionita em duas palavras: Amor e gratidão” conta emocionada.

 

Posts Relacionados

Parceiros Mantenedores