Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo inaugura atendimentos voltados a pessoas com autismo

Fisioterapia, equoterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia e psicologia são as especialidades ofertadas neste primeiro momento. Tudo é 100% gratuito, via SUS curitibano


Pessoas com transtorno do espectro autista (TEA) contam, a partir de agora, com atendimentos especializados no Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo. A Organização, que há 59 anos atende pessoas com múltiplas deficiências, passa a oferecer, no Centro de Reabilitação Padre Pedro Bortolini, que fica na Unidade Hospitalar São Luís Orione, cinco especialidades no tratamento do TEA. O local dispõe de consultórios com equipe especializada, sala multissensorial e irá compor a Rede de Atenção à Saúde do SUS Curitibano.

Os estudos mais recentes apontam que uma em cada 36 crianças está dentro do espectro do autismo. Buscar atendimento logo que se percebe um desenvolvimento atípico é crucial para melhorar a qualidade de vida do indivíduo. “Não existe um tratamento curativo, mas sim para os sintomas que causam prejuízos na criança”, explica a neuropediatra do Pequeno Cotolengo, dra. Mayara Machado. 

Alguns dos Assistidos do Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo são pessoas com autismo. Ao longo dos anos, a Organização foi, também, se especializando nesses atendimentos para garantir mais qualidade de vida a quem vive no local, antes sem um diagnóstico correto. Hoje, todos têm acompanhamento especializado e com excelentes resultados, segundo o diretor-técnico do Complexo, dr. Tiago Kuchnir. “Muitos dos nossos Assistidos também têm autismo, e por isso fomos buscando conhecimento nesta área, pois são vários os níveis, e somado a outros distúrbios e deficiências, já que nossos Assistidos têm múltiplas, o desafio para melhorar a qualidade de vida deles é ainda maior”, explica Kuchnir. “Já tínhamos profissionais capacitados, treinamos outros e contratamos mais funcionários, pois o nosso objetivo é oferecer atendimentos especializados e que realmente ofereçam resultados, complementa o médico. 

Expansão para mais atendimentos

A expansão faz parte da visão estratégica da Organização, de solidificar-se como Complexo de Saúde, sendo referência no atendimento humanizado e gratuito, promovendo acolhimento, saúde e educação”, destaca o diretor-executivo do Complexo, Diogo Azevedo.

Além do investimento em novas instalações e a criação de dezenas de novos empregos, o Complexo também firmou duas importantes parcerias. A Peanuts, detentora dos direitos autorais do Snoopy e sua turma, liberou, por intermédio da agência licenciadora Lótus Global MKT Brasil, a utilização dos personagens para decoração da nova área. O Complexo de Saúde é a primeira organização filantrópica do Paraná a obter a licença da marca. “As imagens da turma do Snoopy trazem cor e descontração aos ambientes. O atendimento a crianças precisa levar em consideração tudo que é possível para um melhor desenvolvimento, e foi isso que quisemos trazer: personagens, formas e cores bonitas”, afirma Azevedo. 

Outra parceria foi com o Grupo Calesita, indústria de brinquedos, que doou diversos itens para a brinquedoteca. “Os brinquedos atendem crianças de diversas idades, são complementos importantes em terapias. A ludicidade é uma das chaves para promoção de desenvolvimento cognitivo e motor, e na nossa brinquedoteca, com os brinquedos recebidos, será possível ir além”, destaca o diretor-executivo.

O atendimento de pessoas com autismo é um antigo sonho da direção do Pequeno Cotolengo. “Sempre sonhamos em ampliar nossos atendimentos para pessoas com autismo, por isso fomos encorajados, em 2022, em conversas de nossa Congregação Orionita, a atualizar nosso carisma nos serviços oferecidos à comunidade em geral. Então sabendo da necessidade do município de Curitiba em um atendimento especializado ao autista, abrimos a nossa casa para com nossa experiência podermos realizar os atendimentos”, conclui o diretor-presidente da Organização, Padre Renaldo Amauri Lopes. 

Graças a uma parceria com a Prefeitura Municipal de Curitiba e o suporte da comunidade que apoia o Pequeno Cotolengo, o acesso a esse serviço se dá a partir do fluxo estabelecido pela Secretaria Municipal de Curitiba, regulado e em apoio ao Ambulatório Encantar

O Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo 

O Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo realiza mais de 400 mil atendimentos multidisciplinares por ano. Oferece mais de 200 leitos de acolhimento institucional de alta complexidade, em 8 Casas Lares e 4 Grandes Lares; e 58 leitos de transição de cuidados, em 2 Unidades Hospitalares, sendo para cuidados paliativos, reabilitação ou readequação, destacando-se como a maior do estado do Paraná habilitada pelo ministério da Saúde. Oferta 26 especialidades para os assistidos/pacientes do Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo e 4 modalidades ambulatoriais disponíveis conforme fluxo estabelecido pela SMS de Curitiba. No âmbito educacional, promove ensino básico especializado por meio da Escola Pequeno Cotolengo, situada no complexo e considerada a maior do estado. O Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo é uma Organização da Sociedade Civil (OSC), que em 2023 foi eleita como uma das 100 Melhores ONGs do Brasil e uma das Melhores Empresas Para Trabalhar no Paraná. Todo o atendimento realizado na organização é 100% gratuito. A oferta de todos os serviços deve-se ao essencial apoio de nossos doadores e parceiros, conquistado por meio de nossa transparência e um sólido programa de compliance, assegurando o uso eficaz e responsável de cada doação.

2 Responses

    1. Bom dia, Aline! Tudo bem? A fila para o atendimento no Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo faz parte da rede de atendimento ao TEA de Curitiba, em parceria com o Ambulatório Encantar. Obrigado pelo seu contato! 🥰🙏

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *